Creia na mensagem da Páscoa

Publicado em: 20/09/2018

A Páscoa é uma festa judaica que celebra a libertação dos israelitas do Egito. Ela nos lembra como aquele povo, oprimido pela escravidão, clamou a Deus e foi atendido. Há 34 séculos o Egito foi duramente castigado por nove pragas, mas Faraó, o rei do Egito, ainda se recusava a libertar os hebreus. A décima e última praga foi a morte dos primogênitos. Antes disso, os judeus foram instruídos a jantar em família e o prato principal seria um cordeiro. Eles deveriam matar o cordeiro para a ceia e passar do seu sangue na porta da casa como sinal de proteção. Naquela noite, as casas não marcadas pelo sangue foram visitadas pela morte. Porém, os lares hebreus foram poupados. No dia seguinte, o povo de Israel foi liberto. Desde então a Páscoa passou a ser celebrada pelos judeus. Ela nos ensina que nenhum povo foi criado para ser escravizado ou oprimido. Que não importa a situação em que estejamos vivendo, se buscarmos a Deus com todo o nosso coração, Ele nos ouvirá. Você não precisa morar em uma senzala para ser um escravo. Muitas pessoas são escravas do pecado, do vício, das dívidas, do próprio temperamento, etc. Não importa. Sempre haverá em Deus a possibilidade de livramento.

Se esta é uma festa judaica, porque cristãos do mundo inteiro celebram a Páscoa? Milhares de anos depois do evento bíblico no Egito, foi durante a celebração de uma Páscoa que Jesus morreu na cruz pela humanidade. Nas palavras de João Batista, Jesus “é o cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo” (João 1:29). Assim como no Egito, o sangue do cordeiro marcou e protegeu todas as famílias que creram e fizeram uso dele, da mesma forma, todos aqueles que crerem em Jesus e no seu sacrifício são espiritualmente marcados pelo sangue de Jesus.  No calvário o sangue de Jesus foi derramado não em favor de um povo, mas por todos os que nele cressem: “Porque Deus amou o mundo de tal maneira, que deu o seu Filho unigênito, para que todo o que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna” (João 3:16). Para os cristãos, a crucificação de Jesus e o seu sangue derramado são a prova eterna do amor de Deus por você. Deus está levando a sério o plano de te proteger e te abençoar. Quando a dúvida bater em seu coração. Quando pensar em desistir ou desanimar, olhe para a cruz. Lembre-se que ali, entre a Terra e o Céu, Jesus propiciou uma aliança eterna entre você e Deus. Ao celebrar a Páscoa creia que Jesus te ama e te amará até o fim.

Qual a ligação entre ovos, coelhos e a celebração da Páscoa? Antes da chegada do cristianismo, os povos europeus pagãos viam no coelho e no ovo símbolos de vida e fertilidade. Ao contrário do que ocorre no Sul, no Hemisfério Norte, o período de Páscoa acontece justamente entre o fim do Inverno e a chegada da Primavera. Lá, os pagãos costumavam celebrar essa transição presenteando ovos pintados que simbolizavam a vida. Com a chegada do cristianismo houve uma coincidência espetacular ou uma providência divina: Pois enquanto os pagãos celebravam o fim do inverno e o renascimento da vida na Primavera, os cristãos celebravam a morte e ressurreição de Jesus Cristo. Foi Jesus quem afirmou: “Em verdade, em verdade vos digo: quem ouve a minha palavra e crê naquele que me enviou tem a vida eterna, não entra em juízo, mas passou da morte para a vida” (João 5:24). O próprio coelho que hiberna durante o inverno e é o primeiro animal a reaparecer com a chegada da Primavera, tornou-se um símbolo da ressurreição. Historicamente, o catolicismo enfatizou mais o símbolo do ovo, enquanto o protestantismo salientou mais o símbolo do coelho. Com o passar do tempo as duas tradições se fundiram. Mais tarde, os franceses criaram o ovo de chocolate e o comércio popularizou uma Páscoa com coelhos, ovos de chocolate, porém, sem Cristo.

Você sabe o que significa a palavra “Páscoa”? Infelizmente o comércio poluiu o verdadeiro sentido da Páscoa substituindo o cordeiro pelo coelho e o sangue pelo chocolate. Nada contra usar esses aditivos de marketing, desde que tenhamos consciência do verdadeiro significado desta celebração. O termo “Páscoa” vem da palavra hebraica “Pessach” que significa “passagem”. O que isso tem a ver conosco? Tudo! Talvez estes sejam dias difíceis para você. Você pode estar tão aflito que nem queira celebrar a Páscoa. Então, lembre-se que há um Deus Todo Poderoso que te ama e está pronto para ouvir o seu clamor. Milhares de pessoas continuam saindo do cativeiro hoje em dia. Estão “passando” da enfermidade para a saúde, “mudando” da tristeza para a alegria, “saindo” da escassez rumo a provisão, “passando” da perdição para a salvação… Faça uma aliança com Deus e você também experimentará uma “passagem”, uma mudança, uma transformação!

A verdadeira páscoa não é feita por coelhos e ovos de chocolate. Nela renovamos nossa fé em Jesus que morreu na cruz, verteu seu próprio sangue, para garantir que sempre haverá uma “passagem” para aquele que clamar por Ele. Isso é Páscoa! Não acha que está na hora de viver uma passagem na sua vida? Uma transição para melhor? Então olhe para Jesus. Sua vida nunca mais será a mesma! É tempo de viver e experimentar uma verdadeira Páscoa.

Boa “Passagem” para você!

Contatos

Emails

Contato@igrejacristosalva.com.br

Fone

Telefones

(11) 4591-2306
(11) 4496-5799
(11) 95048-0193

Endereço

Localização

R. José Virillo, 630
Portal Santa Fé - Itupeva - SP

 

HORÁRIOS ATENDIMENTO

Segunda à Quarta
07:30AM - 17:30PM

Quinta e Sexta
7:30AM - 17:00PM

Facebook
WhatsApp
YouTube
Blogger
Twitter
Flickr
Instagram
Mapa